segunda-feira, 14 de julho de 2008

Finanças Pessoais

Finanças pessoais é a parte da economia que estuda formas de viabilizar a economia dos indivíduos ou das famílias especificamente e no atual momento positivo em que passamos a sedução para o consumo e o aumento de acesso ao crédito facilitado tem tornado muitas famílias e indivíduos deficitários no saldo final das contas. Há que se ter cuidado, pois uma das coisas que mais tem acontecido e por sinal é uma deficiência de gestão de seus recursos é adicionarmos ao orçamento o crédito do cartão, ou seja, gastamos o salário e também o cartão, isso nos deixa totalmente reféns dos juros do cartão que são considerados os mais altos em operação. O correto é usar o cartão para ganhar prazo e pagar a fatura com o salário, assim, podemos passar um mês fazendo nossas compras e paga-las ao final do mês, desta forma não haverá dependência por parte do usuário. Agora claro que pode-se fazer compras programas (parceladas) que também não podem fugir do controle e da capacidade de pagamento, quero dizer que nossa renda mensal funciona como teto aquisitivo, ou seja, se não somos mágicos, nosso salário ou renda mensal é a nossa referência, tanto para compras à vista quanto para compras à prazo. Para ter uma boa economia familiar, é necessário controle dos ganhos e dos gastos, temos que priorizar o que é necessário e se for possível, fazer algumas pequenas aplicações, por exemplo: aplicar parte do FGTS ou usar mais o cartão de débito e deixar parte do salário aplicado entre outras opções.

2 comentários:

Anônimo disse...

valeuu professor!!!adorei o blog!

caroline Bonetti disse...

adorei o Blog professor!!!